foi adicionado ao seu carrinho.

Quais tarefas você mais procrastinou em 2016?

Por 13 de dezembro de 2016Organizando tudo!

Olá, tudo bem? Estamos chegando ao fim de mais um ano.  Faltam menos de 20 dias para darmos oi para 2017.

2016 foi um ano que muita gente disse que foi “ruim”. A verdade é que o cenário econômico e político do país não foi muito bom e isso contribuiu para que muita coisa saísse dos trilhos na vida de muita gente.

retrospectiva 2016

Para quem acredita em numerologia, o ano de 2016 foi um ano “9”, o que significa fim de ciclo e consequentemente que estamos colhendo tudo o que plantamos nos últimos 8 anos.

E como me disse um amigo esses dias: “Se 2016 foi ruim para você, é melhor você dar uma olhadinha no que fez nos últimos 8 anos, pois você só está colhendo o que plantou!”.

Independente de você acreditar ou não em numerologia, olhar para traz e vermos o que plantamos – ou o que fizemos – é sempre bom! Isso nos ajuda a ter uma perspectiva do que está dando certo, do que estamos procrastinando e do que temos que melhorar!

Como fazer uma retrospectiva com o bullet journal

retrospectiva 2016 bullet journal

E nesse aspecto o bullet journal é de grande ajuda! Com ele conseguimos ter uma visão melhor de tudo o que deveríamos ter feito e o que realmente fizemos, além de tomarmos consciência de quais são aquelas tarefas que estamos procrastinando e evitando fazer.

Então, que tal pegar o seu bullet, abri-lo desde janeiro (ou de quando você iniciou o bullet) e dar uma olhadinha em quais tarefas você foi largando para trás e o por quê.

Muita coisa a gente deixa para trás por que deixou de fazer sentido e tudo bem. Mas algumas coisas deixamos para trás por medo, por pura procrastinação ou por que ela mexe com alguma coisa que não queremos.

E aí é sempre bom pararmos para pensar nos reais motivos de tudo isso!

Como eu estou fazendo a minha retrospectiva 2016

Eu comecei o meu bullet journal faz pouco tempo, então tenho pouca coisa para olhar. Mas o que eu fiz é colocar algumas perguntinhas e ir respondendo da forma mais sincera possível.

Não tenha pressa. Muitas vezes a gente responde a primeira coisa que vem a cabeça e não nos damos tempo de realmente pensar naquilo.

As perguntas que eu tenho me feito são:

#1 – Quais tarefas que mais ficaram sem fazer nesse ano?

#2 – Por que a tarefa ______________ ficou sem fazer?

#3 – Quais sentimentos essa tarefa me traz?

#4 – O que eu ganho fazendo essa tarefa?

#5 – O que eu perdi deixando de fazer?

#6 – Essa tarefa tem a ver com quem eu sou hoje?

#7 – Eu ainda quero fazer isso em 2017?

#8 – Eu preciso fazer essa tarefa em 2017?

#9 – Se eu respondi sim para as perguntas 7 ou 8, como eu vou fazer para que essa tarefa fique menos “pesada” em 2017 ou para que eu a faça com mais prazer?

 

Eu repito as perguntas de 2 a 9 para cada uma das tarefas que eu procrastinei ou deixei de fazer.

Como eu sou autônoma e trabalho sozinha, muitas vezes eu tenho que realizar tarefas que eu não quero ou que não gosto. Mas elas precisam ser feitas para que o meu negócio continue andando. Então preciso encontrar formas de realiza-las sem que isso se torne um peso.

Fazendo essas perguntas eu consigo realizar essas tarefas muito mais fácil e de forma mais rápida, sem ficar me torturando tanto.

Pode ser que você descubra que algumas tarefas podem ser delegadas a alguém e aí não tem sentido ficar monopolizando tudo. Se você pode terceirizar, por que não? Simplesmente delegue e dedique-se ao que faz sentido para você.

Pode ser também que você descubra que algumas tarefas não fazem mais sentido para a pessoa que você se tornou, então melhor riscá-la de vez e se dedicar a outra coisa.

O que não podemos é ficar tentando fazer algo que não faz mais sentido!

Aproveite os últimos dias do ano para fazer uma retrospectiva de tudo o que ocorreu e se preparar para ter um 2017 ainda melhor, mais produtivo e que te leve em direção dos seus sonhos!

Quer receber os posts da A.Craft no seu email?

Autor Alana Dizioli

Mais posts por Alana Dizioli

Deixe uma resposta